sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Soltando o verbo sobre o meu aumento de peso!

Olá meninas! Hoje vim desabafar...este peso está me sobrecarregando!


Sei o porque do aumento de peso, mas não estou conseguindo sair deste círculo vicioso de emagrece 2 kgs e engorda novamente. Ter um dia bom e outro nem tanto.

O emagrecimento é multifatorial! Tudo têm que estar bem encaminhado para que o emagrecimento possa fluir como se deve.

Eu pensei que 2013 seria o "meu" ano, mas foi o ano da Anne Karoliny. Praticamente toda a minha energia e minha vida está sendo pra ela e o que me resta eu dedico ao meu filho mais velho e ao maridão. Ter um bebê em casa e um filho na 6ª série- que vc precisa complementar a educação dada na escola- não é mole não. Tem dia que preciso me virar em 1 000 para dar conta e o que fica sempre pra depois? EU, é claro!

Seria mais fácil se eu tivesse ajuda externa, do marido, mas ele é tão cobrado profissionalmente e trabalha mais de 12 horas por dia, que não posso exigir muito dele. Ele ajuda como dá e distrai ela para que eu possa cozinhar. Tem dia que ela está tão manhosa que fica o dia todo no meu colo.

Não, não é uma reclamação... tudo passa e essa fase é assim mesmo. Gostaria apenas de algum tempinho pra mim... ser a Érika por algum tempo e não a mãe que fica de uma lado pro outro resolvendo isso e aquilo. 

Estou tentando resgatar a minha vaidade como era antes: passar hidratante diariamente, pintar as unhas, hidratar o cabelo... voltar a me sentir uma mulher por completo novamente e deixar aflorar a minha sensualidade que anda escondida no meio de fios arrepiados com frizz e cheiro de leite.

Ainda amamento e isso demanda muita energia física e psicológica. Minha filha acorda de hora em hora para mamar de madrugada! Ando meio zumbi nestes últimos meses. Quando ela não acorda no meio da noite para "conversar", brincar ou simplesmente chorar horas a fio, por causa do calor, do pernilongo... Fora que tenho o dia inteiro para cumprir minhas tarefas e cuidar dela. Tem dia que já acordo cansada e só me resta "rezar" para que ela durma pelo menos 2 horas seguidas para que eu consiga descansar.

A explicação para toda essa energia que ela dispõe é que ela tem o metabolismo acelerado e tem fome e energia de sobra para usar a noite. Percebi que ela era um bebê diferente desde o dia que ela nasceu... ela nunca foi de dormir mais de 30 minutos a noite ou 10 minutos seguidos durante o dia! O meu primeiro filho dormia 2 horas e ficava acordado outras 2 horas. Mas essa minha pimentinha se reestabelece rápido: uma cochilada e parece que ela passou horas repousando.

Amanhã tenho consulta com uma outra pediatra e vamos ver se ela me ajuda nesta questão... estou dando "PT" ( perda total) kkkk

Projeto 55 dias e emagrecimento

Fracassei mais uma vez neste projeto! Não tem como seguir com o emagrecimento que me propus pelos seguintes fatores:
  • Amamentação: mesmo me alimentando bem, senti que o leite deu uma diminuida. Acho que meu corpo se acostumou com a quantidade de calorias que ingeria antes e o primeiro "corte" foi na fabricação do leite.
  • Atraso menstrual: faz 2 meses que não menstruo e isso tem haver com a amamentação. Minha filha mama muito e inibe a minha ovulação. O que acho ruim disso é que estou muito inchada e sinto que estou com muita água "acumulada" principalmente na região abdominal :-(
  • Hipoglicemia: Passo muitas horas sem comer. Tem dia que vou comer algo depois da 14:00 horas e aí, já estou caindo de fome e minha hipoglicemia hiper atacada. Quando isso acontece o que me "salva" são as bolachas recheadas que me dão energia rápida, mas agrega muitas calorias sem nenhum benefício.
  • Descanso: não durmo bem! Nem descanso durante o dia. Assim não há ser humano que sobreviva e metabolismo que acelere.
  • Hidratação: não bebo a quantidade que deveria. Assim prejudico a eliminação de toxinas e também na fabricação do leite.
  • Estresse: ando muito estressada. Não tenho tempo pra nada e as tarefas parece me consumir diariamente. Ainda bem que o último bimestre escolar do meu filho está acabando, assim fico apenas com a tarefa de ajudá-lo em Álgebra.
  • Falta de exercícios: Antes de engravidar fazia 4 horas de exercícios diários. Fiz exercícios até a última semana antes do parto. Depois disso não fiz uma caminhada sequer! Meu metabolismo ficou diferente e sofri muito com essa mudança tão radical. Achei algumas alternativas para fazer em casa, mas preciso de planejamento e organização para fazê-los.
Pela minha nutricionista o emagrecimento de 1 kg a cada 5 dias seria possível, mas o ginecologista disse que com todos esses fatores contra mim, seria impossível emagrecer 1 grama sequer. Por isso, sempre devemos ter ajuda de mais profissionais. A nutri só se baseia em gasto calórico e consumo diário, pra ela o emagrecimento teria que fluir. Já o ginecologista sabe de tudo o que se passa no organismo de uma mãe recente e sabe como lidar com isso.

Desculpe o texto extenso que escrevi, mas precisava pontuar tudo o que estava acontecendo comigo. Quero mostrar o que de fato pode ocorrer na vida de uma mãe de um bebê menor de 1 ano. Enquanto tive ajuda da minha mãe no primeiro mÊs consegui eliminar quase 13 kgs! Só precisava me preocupar em amamentar e receber as visitas. Ela dava conta da casa, da alimentação e etc. Depois que ela foi embora e eu tive que arcar com tudo, aí que o "bicho" pegou. Fui engordando um pouquinho a cada semana, até chegar na totalidade que tenho hoje.

 
O caminho está traçado... só preciso seguí-lo para chegar ao final desta jornada! Não é fácil, mas é possível!  E assim vou seguindo, dando uns passinhos à frente e alguns atrás. O importante é não desistir! Assim eu vou...

2 comentários:

  1. Quando vc deixa de comer por muito tempo (por longos dias), o seu corpo vai começar a "hibernar"... Ele vai entender que algo está errado, e ai começar a reter os lipídeos, pois estes são reservas... traduzindo: vc come pouco pensando que vai emagrecer, e o que acontece é o contrário... seu corpo vai começar a reter tudo desesperadamente, e o que ocorre é o efeito sanfona. (experiência própria).

    ResponderExcluir
  2. O que vc precisa fazer é manter uma dieta balanceada (que não significa comer menos, e sim, comer variedades) e contra-balancear o mesmo com uma rotina de exercícios, respeitando os sinais do seu corpo (dores são sinais de limite, respeite-os, e faça exercícios sempre respeitando seus limites, essa coisa de sempre fazer mais, é BALELA...) E outra, perder 13 kilos em 1 mês é CERTEZA que os próximos meses ocorrerá efeito sanfona (pois esta é uma mudança radical que vc faz no seu organismo, e ocorre o que eu expliquei acima, seu organismo entra em "estado de hibernação", e seu corpo começa a reter gorduras.) Uma vez (quando eu estava em um período de mudanças de hábitos alimentares , e confesso, que falhei) ele foi explícito: perder mais do que 4 kilos em 1 mês, é exagero, e provavelmente vc n conseguirá manter isso. O correto é eliminar, no MÁXIMO, cerca de 2kgs por MÊS (isso é no MÁXIMO, mais do que isso, é judiar do seu organismo). Portanto, eu recomendo a vc que trace um objetivo mais humilde, que entenda que o corpo elimina e recupera lipídeos naturalmente, e que o emagrecimento é um processo que deve ser feito em passos lentos (no seu caso, bem parecido com o meu, seria um plano de emagrecimento para uns 4 anos). Então fica a dica, NÃO DEPOSITE EXPECTATIVAS NO PLANO DE EMAGRECIMENTO, siga-o como uma rotina, e não pense nele (simplesmente o coloque em prática)... ESQUEÇA A BALANÇA (este plano da balança deve ser feito, se for muito ansiosa, BIMESTRALMENTE.) Muita luz para sua vida.... PAZ.

    ResponderExcluir

Nesta caminhada de sucesso o incentivo de vocês é muito bem vindo.

Agradeço cada comentário e desejo que voltem sempre!